A informação que você precisa.
Vitória da Conquista | 23 de Outubro de 2019
Por Fabio Sena | 20/12/2016 - 08h10
Prefeito eleito Herzem Gusmão anuncia secretariado à imprensa.

O prefeito eleito de Vitória da Herzem Gusmão anunciou em coletiva à imprensa, na manhã desta segunda-feira 19) seu secretariado que, conforme medida de austeridade prometida durante a campanha, passa a ser apenas doze pastas. Nenhuma grande novidade em relação às especulações que já haviam ganhado corpo na cidade, com exceção do fato de José William de Oliveira Nunes, que dormiu secretário de Agricultura, acordar presidente da Empresa Municipal de Urbanização, a Emurc. O vereador Arlindo Rebouças, até ontem confirmado secretário de Mobilidade Urbana, assume a pasta do interior, muito mais de sua predileção que a anterior.

Acompanhado de sua futura equipe, Herzem Gusmão reafirmou a prioridade inicial de seu governo: enxugar a máquina pública sem prejudicar a prestação de serviços à comunidade. Segundo ele, a crise econômica que o Brasil experimenta reforça ainda mais a natureza austera desse início de governo. “Estamos dando o exemplo, reduzindo secretarias. Vamos reduzir drasticamente os cargos de confiança, vamos renegociar todos os aluguéis e redimensionar … eu soube que tem espaços onde podem ocupar outras coordenações e a Prefeitura espalhou muito na cidade. É inaceitável. A Prefeitura é pobre. Tem um orçamento maquiado e será provado”.

Indagado pelo jornalista Daniel Silva, da TV Aratu, sobre os efeitos da PEC 55 e as dificuldades para governar em momento de crise, Herzem Gusmão esclareceu que, diferentemente do que afirmam os opositores do Governo Temer, não haverá corte de investimentos em saúde e educação para os municípios. “Ali foi a pregação política, eleitoral, mas a PEC foi imensamente necessária”. Argumentou que tem confiança em sua equipe de governo e acredita na “compreensão de Conquista para colaborar e ajudar” para atravessar o “mar revolto”, que é a crise econômica, com menor dificuldade.

A Secretaria de Saúde terá como titular a enfermeira, especialista em auditoria de sistemas de saúde, Ceres Neide Almeida Costa; o democrata Marcelo Melo assume a Educação; Esmeraldino Correia será nomeado secretário de Serviços Públicos, para onde será migrada a pasta de transportes. O administrador Marcos Ferreira será titular do Gabinete Civil, que deve tornar-se uma super-secretaria, sob cuja responsabilidade ficarão, provisoriamente, Comunicação, Meio Ambiente e Esportesa. A auditora Marivone Ribeiro assume Finanças e Execução Orçamentária; o administrador Paulo Williams será secretário de Administração; o tucano Arlindo Rebouças comandará a Secretaria de Agricultura; Cultura e Turismo ficará sob a titularidade da professora Tina Rocha; o engenheiro José Antônio Vieira será secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana; Claudio Cardoso vai para a Secretaria de Emprego, Trabalho e Renda, que deve ser transformada em Indústria, Comércio e Planejamento. O ex-prefeito e advogado Murilo Mármore será o procurador-geral enquanto a vice-prefeito eleita Irma Lemos assume Desenvolvimento Social.

 

- Deixe seu comentário -