A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 16 de Julho de 2018
Por Fabio Sena | 03/01/2017 - 12h55
Ao ser proclamado vereador, David Salomão ajoelhou-se e e disse que entregou sua causa a Deus.

O vereador conquistense David Salomão, do Partido Trabalhista Cristão|PTC, sempre afeito a polêmicas, argumentou em defesa do prefeito de Guanambi, Jairo Magalhães, que decretou oficialmente o “cancelamento” de “todos os pactos realizados com qualquer outro deus ou entidades espirituais” naquela cidade. Recém-empossado, o gestor apressou-se em editar o primeiro decreto declarando que “todos os principados, potestades, governadores deste mundo tenebroso, e as forças espirituais do mal, nesta cidade, estarão sujeitas ao Senhor Jesus Cristo de Nazaré”.

“Esse decreto tem incomodado muita gente, alguns dizem ser inconstitucional. Se realmente a cidade de Guanambi for entregue a Jesus Cristo, podem esperar um governo justo e sem corrupção. Quanto à inconstitucionalidade, em nada ofende a Constituição, haja vista que a Constituição de 88 foi promulgada sob a proteção de Deus, pelo menos é o que está escrito no preâmbulo. Interessante é que não ouço nenhum grito de indignação quando entregam as chaves da Cidade do Salvador ao Rei Momo”, escreveu o vereador David Salomão em seu perfil no facebook.

- Deixe seu comentário -