A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 26 de Setembro de 2018
Por Fabio Sena | 06/02/2017 - 01h28

A reiterada exclusão de mulheres deputadas da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia irritou a deputada estadual Fabíola Mansur, que presidente a Comissão de Direitos da Mulher e que defende a aprovação de uma lei que torne obrigatória a cota de gênero nos cargos de direção do Poder Legislativo. A parlamentar reclamou dos partidos não terem se atentado para a questão, lembrando que a Casa caminha para quatro anos sem nenhuma representação feminina na Mesa Diretora. Fabíola Mansur ironizou ao afirmar que a bancada feminina é “competente e atuante, mas excluída. “Acredito que a pluralidade da Casa tem que ser considerada não só na proporcionalidade dos partidos, mas no gênero. Tem um projeto da deputada Neusa Cadore que estabelece a obrigatoriedade de uma mulher na titularidade da Mesa. Vamos pedir ao novo presidente que vote esse projeto”, afirmou. A última mulher a ocupar um cargo na mesa de deliberações foi a deputada Fátima Nunes (PT), em 2013, quando ocupou o cargo de 4ª secretária. Na atual composição da mesa, duas mulheres são suplentes: Fabíola Mansur e Ivana Bastos (PSD).

- Deixe seu comentário -