A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 16 de Novembro de 2018
Por Maurício Sena | 06/02/2017 - 23h37
Além das reclamações, muitos rumores sobre cobrança de taxas indevidas por funcionários do órgão na liberação de documentos e veículos apreendidos

A 4ª Circunscrição Regional de Trânsito/Ciretran de Vitória da Conquista tem sido alvo de numerosas críticas e reclamações, no que toca especialmente à desorganização dos setores da unidade, resultando na má-qualidade dos serviços aos usuários do sistema, entre os quais estão incluídos atendimento, agendamento, vistorias, quadro de pessoal, higiene, emissão de documentos, além da Escola Pública de Trânsito, que estaria totalmente parada. Segundo relatos o atendimento foi reduzido para apenas um turno e cidadãos dos diversos municípios da região são prejudicados pela dificuldade de atendimento.

Outras fontes dão conta de que é habitual a demora para o recebimento das carteiras de habilitação, aliada ao mau-atendimento. Tem sido comum, também, o usuário se dirigir ao órgão para buscar o documento na data agendada e ser obrigado a refazer os procedimentos por conta do extravio de dados e informações, sendo necessário novos prazos. Além das reclamações, muitos rumores sobre cobrança de taxas indevidas por funcionários do órgão na liberação de documentos e veículos apreendidos, além da liberação indevida de veículos que estão na lista para leilão. Um funcionário que preferiu não se identificar afirmou que o órgão foi abandonado pelo Governo do Estado. “Até os banheiros estão trancados por falta de funcionários. Lamentável. O que sei é que o órgão está sem funcionários e a escola pública de trânsito nada. Nem vistoriadores está tendo”, disse.

- Deixe seu comentário -