A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 15 de Dezembro de 2018
Por Fabio Sena | 23/02/2017 - 15h05
A “proposta de 2013”, a que a vereadora faz referência, previa a reforma com manutenção dos leitos de saúde mental.

A Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista – presidida pela vereadora Márcia Viviane (PT) – depois de participar de reunião com o Ministério Público, direções de hospitais e outras entidades como OAB e associações de psiquiatria, se convenceu do equívoco praticado pelo governo do Estado, que pretende alterar o perfil do Hospital Especializado Afrânio Peixoto, tornando a unidade mero apêndice do Hospital Geral de Vitória da Conquista. A reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira (22) na sede do Ministério Público e foi conduzida pela promotora de Justiça Guiomar Miranda, que derrubou a tese central do governo estadual, que argumentou a lei antimanicomial para promover a mudança de perfil.

“Fomos procurados pela direção do hospital e estávamos nos reunindo para entender a proposta da Secretaria Estadual de Saúde que ainda não estava clara. Agora, depois de escutar todos os envolvidos chegamos a um denominador comum: somos contra a desassistência dos pacientes de saúde mental e apoiamos a posição da comissão do Afrânio Peixoto de pedir que seja realizada a proposta de 2013. A maior preocupação de toda a rede é que esses pacientes possam continuar seus tratamentos”, afirmou a vereadora Viviane Sampaio, presidente da Comissão de Saúde. A “proposta de 2013”, a que a vereadora faz referência, previa a reforma com manutenção dos leitos de saúde mental.

- Deixe seu comentário -