A informação que você precisa.
Vitória da Conquista | 08 de Agosto de 2020
Por Diário Conquistense | 25/04/2017 - 22h32

O que já era perceptível nas ruas agora foi comprovado em pesquisa realizada por grupo ligado ao Partido dos Trabalhadores. A pesquisa qualitativa realizada pela Fundação Perseu Abramo, o braço acadêmico do PT, entre ex-eleitores do partido na periferia de São Paulo, mostra que para uma parcela deste segmento não há luta de classes e o Estado é ‘inimigo’ da população. O resultado da pesquisa petista questiona o discurso que sustentou o partido por muito tempo.

Segundo a pesquisa Percepções e Valores Políticos nas Periferias de São Paulo, o eleitor da periferia vê o Estado não como indutor de qualidade de vida e oportunidades, mas como “inimigo” responsável por se apropriar do dinheiro dos impostos e fornecer serviços de baixa qualidade. A única forma de ascensão social é o mérito pessoal.

A pesquisa coloca em xeque o conceito de luta de classes, base de quase toda literatura política de esquerda. “No imaginário da população não há luta de classes; o ‘inimigo’ é, em grande medida, o próprio Estado ineficaz e incompetente, abre-se espaço para o ‘liberalismo popular’ com demanda de menos Estado”, revela o levantamento que foi realizado entre 22 de novembro de 2016 e 10 de janeiro deste ano.

Com informações do Estadão.

- Deixe seu comentário -