A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 16 de Julho de 2018
Por Fabio Sena | 28/04/2017 - 10h01
Um petista disse em anonimato à Tribuna que “o governador Rui Costa infelizmente não tem como controlar a fidelidade de cada deputado federal”

Mais uma vez deputados federais baianos de partidos da base do governador Rui Costa votaram a favor de projeto do governo federal, ao qual os aliados do comandante do Executivo estadual deveriam fazer oposição. Partido do vice-governador João Leão, o PP teve toda a sua representação baiana marcando posição a favor de Michel Temer na votação da proposta de reforma trabalhista, aprovada na noite de quarta-feira (26). Os progressistas Cacá Leão, Mário Negromonte Jr., Roberto Britto e Ronaldo Carletto disseram sim à proposta do governo no plenário da Câmara. Filiado ao PSD do senador Otto Alencar (eleito pela chapa de Rui em 2014), o deputado Paulo Magalhães também votou com o governo federal. Também da base de Rui, o PR baiano deu três votos a Temer: João Carlos Bacelar (PR), José Carlos Araújo (PR), José Rocha (PR). Daniel Almeida (PCdoB) e Sérgio Brito (PSD) não compareceram à votação.

Um petista disse em anonimato à Tribuna que “o governador Rui Costa infelizmente não tem como controlar a fidelidade de cada deputado federal”, e que “essa questão de o partido ter uma posição no estado e outra posição com o governo federal complica muito na hora do voto”. “Na Bahia, o partido apoia Rui, mas lá em Brasília a legenda pode ter outra posição no Congresso. Não tem como controlar isso”, disse a fonte. O governador Rui Costa e seu núcleo político não se manifestaram até então. Votaram contra a reforma os baianos Afonso Florence (PT), Caetano (PT), Jorge Solla (PT), Nelson Pelegrino (PT), Robinson Almeida (PT), Valmir Assunção (PT), Waldenor Pereira (PT), Antonio Brito (PSD), José Nunes (PSD), Alice Portugal (PCdoB), Davidson Magalhães (PCdoB), Irmão Lázaro (PSC), Uldurico Júnior (PV), Bacelar (PTN), Bebeto (PSB) e Félix Mendonça Jr. (PDT).

Os baianos favoráveis à reforma trabalhista foram, além dos já citados acima, Claudio Cajado (DEM), Elmar Nascimento (DEM), José Carlos Aleluia (DEM), Paulo Azi (DEM), Márcio Marinho (PRB), Pastor Luciano (PRB), Jutahy Júnior (PSDB), Arthur Maia (PPS), Benito Gama (PTB), Lúcio Vieira Lima (PMDB) e Erivelton Santana (PEN). O outro ausente foi o deputado João Gualberto (PSDB). Entre os 39 baianos, o placar na votação foi de 19 a favor, 16 contra e três ausentes.

- Deixe seu comentário -