A informação que você precisa.
Vitória da Conquista | 03 de Junho de 2020
Por Maurício Sena | 09/05/2017 - 22h52
Comissão foi recebida pelo secretário de Serviços Públicos Esmeraldino Correia

Um dos principais problemas para os empresários de Vitória da Conquista é a emissão de alvarás, demanda antiga da classe contábil, que avalia a lentidão no processo um entrave para o dinamismo econômico do município, e que depende de uma ação mais efetiva do governo. Foi com esta proposta que uma comissão formada por membros da Delegacia do Conselho Regional de Contabilidade  Sindicato de Contadores (CRC-BA) e o Sindicato dos Técnicos em Contabilidade de Vitória da Conquista,  se reuniu com o Secretário de Serviços Públicos e Transporte, Esmeraldino Correia.

No encontro realizado nesta segunda-feira (08) foram expostas as principais dificuldades enfrentadas pelos profissionais de contabilidade e empresários nos processos, oportunidade em que a classe contábil  se colocou a disposição da secretaria para apresentar como são feitos os processos nas contabilidades, em reunião que já definiu nova reunião com as demais secretarias envolvidas será marcada.

De acordo com a delegada do CRC-BA, subseção de Vitória da Conquista, Andreza Americano, empresários e contadores enfrentam uma série de limitações para o andamento de processos que inviabilizam o desenvolvimento das empresas e até mesmo sua formalização. “Esperamos que desta reunião possamos garantir que os processos ganhem agilidade a partir de um empenho do poder público municipal, de forma que todos ganhem. Hoje foi uma reunião importante com o secretário e esperamos que possamos mudar este cenário o quanto antes”, afirmou.

Na opinião de Josana Mota, presidente do Sincontec, a cidade sai muito prejudicada com a ausência de uma metodologia mais eficaz na emissão do alvarás, e que este é um pleito antigo do sindicato. “Nossa expectativa é positiva. Tivemos um momento com o secretário, que foi muito solícito, nos ouviu, entendeu e se mostrou sensível à esta realidade que deve mudar. Este foi um novo passo na direção de uma ação efetiva em benefício dos empresários e da categoria contábil”, concluiu.

- Deixe seu comentário -