A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 10 de Dezembro de 2018
Por Fabio Sena | 07/07/2017 - 18h46
Ele é acusado de realizar despesas com publicidade caracterizada como autopromocional, no exercício de 2016.

O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quarta-feira (05/07), determinou ao ex-presidente da Câmara de Brumado, Alessandro Lobo e Silva, que restitua aos cofres municipais a quantia de R$24.200,00, com recursos próprios, em razão da realização de despesas com publicidade caracterizada como autopromocional, no exercício de 2016. O relator do processo, conselheiro Raimundo Moreira, também multou o gestor em R$1.200,00. O material, supostamente produzido com o objetivo de prestar contas à sociedade das atividades e projetos dos vereadores da Câmara de Brumado, contêm notícias com os nomes e as fotos de diversos vereadores, fugindo do caráter educativo, informativo e de orientação social de que se deve revestir a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos. Cabe recurso da decisão.

- Deixe seu comentário -