A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 25 de Setembro de 2018
Por Fabio Sena | 04/10/2017 - 23h54
“Se for identificado Ruy Medeiros, vou processá-lo. Ele vai se encontrar comigo na Justiça. Se forem professores, são marginais”.

A notícia de destruição do outdoor – cujo conteúdo foi repudiado por militantes de esquerda na tarde desta quarta-feira (4) nas imediações da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia|UESB – aborreceu tanto o vereador autor da mensagem que ele distribuiu xingamentos e ameaça inclusive processar criminalmente os autores da destruição.

Em seu perfil no facebook, o vereador David Salomão considerou o ato político como “vandalismo” e solicitou de seus seguidores que o ajudassem a “identificar esses marginais intolerantes travestidos de estudantes”. Segundo ele, “a intervenção está prevista na Constituição Federal” e a liberdade de expressão é um direito intangível. “Estou perplexo com esta notícia. Não se trata de estudantes. São marginais”.

Em entrevista ao jornalista Anderson Oliveira, do Blog do Anderson, o parlamentar voltou a defender sua tese segundo a qual a intervenção militar é o remédio mais pertinente para a atual situação política e institucional do Brasil. “O procedimento previsto é a intervenção, a defesa da pátria pelas Forças Armadas. Diante do caos, do saque dos cofres públicos de maneira generalizada, estamos pedindo um governo provisório”, afirmou.

Argumentou estar perplexo com a notícia de destruição da placa. “Não se trata de estudantes. Na verdade, são marginais. Eles responderão na Justiça pelos seus atos. Eles são intolerantes”. Ao ser informado pelo jornalista que professores da instituição, a exemplo do advogado Ruy Medeiros, participaram do ato, avisou: “Se for identificado Ruy Medeiros, vou processá-lo. Ele vai se encontrar comigo na Justiça. Se forem professores, são marginais”.

- Deixe seu comentário -