A informação que você precisa.
Vitória da Conquista | 19 de Junho de 2019
Por Fabio Sena | 06/10/2017 - 15h34
Rodrigo Moreira promete levar Salomão para a barra dos tribunais

O clima de animosidade entre os vereadores Rodrigo Moreira (PP) e David Salomão (PTC) atingiu sem clímax na sessão desta sexta-feira (6), depois de sucessivos episódios de disputa e troca de farpas entre ambos. Em seu pronunciamento, ao defender o regime democrático e condenar a postura do colega, Rodrigo lembrou da vida pregressa de seu desafeto, acusando-o de incapaz para o convívio civilizado.

Rodrigo Moreira trouxe à lembrança pública exemplo dos “métodos rudimentares” de atuação política de Salomão, mencionando fato ocorrido em 2012 quando escutas telefônicas autorizadas pela Justiça flagraram o então policial militar em atos de vandalismo por ocasião da greve da PM baiana. O fato ganhou repercussão nacional e David Salomão acabou sendo preso.

Indignado, ao iniciar sua fala na tribuna – em clara referência a Rodrigo Moreira – David Salomão afirmou que não havia sido exonerado do Detran por suspeita de corrupção nem havia sido flagrado pela Polícia Federal sob acusação de compra de votos em vans. Ao final da sessão, Rodrigo Moreira afirmou que o vereador tivesse a “hombridade” de declinar o nome da pessoa em questão, para não colocar sob suspeição os 20 vereadores. David Salomão ironizou: “Começa com R e termina com Moreira”.

Rodrigo Moreira afirmou que jamais houve contra si qualquer espécie de retaliação administrativa por suspeita de corrupção e ameaçou renunciar ao mandato caso fosse provado o contrário. Argumentou o mesmo sobre a suposição de compra de votos e afirmou que ingressará com queixa-crime contra o colega de parlamento, que deverá provar em juízo as acusações.

“Está claro que seus métodos políticos são sempre os mais rudimentares, os mais bárbaros. Ele se mostra incapaz para o convívio democrático, para as relações nas quais a dignidade humana seja plenamente assegurada. A truculência e a falta de constrangimento com que exibiu suas mensagens grotescas em outdoors pela cidade só demonstram o quanto é fundamental subordiná-lo à melhor das pedagogias para este tipo de crime: a Justiça”.

- Deixe seu comentário -