A informação que você precisa.
Vitória da Conquista | 08 de Agosto de 2020
Por Fabio Sena | 24/01/2018 - 08h42
Lula voltou a criticar as atitudes da imprensa brasileira

Em ato político no centro de Porto Alegre na noite desta terça-feira (23), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou a milhares de pessoas que chagaram em várias caravanas para realizar a vigília durante o julgamento do recurso contra a decisão do juiz Sérgio Moro, que condenou Lula a mais de 9 anos de prisão. “Eu não vim falar do meu processo na Justiça, porque eu tenho advogados competentes que já provaram minha inocência. Porque acredito que aqueles que vão votar têm que se ater aos autos do processo. E porque eu tenho vocês. Com vocês eu convivo há mais de 40 anos e vocês sabem da minha inocência”, iniciou o ex-presidente.

Além de um acampamento organizado pelo MST diante do tribunal, caravanas de todo o país encheram os hotéis da cidade de homens e mulheres que participaram de atividades culturais, seminários com juristas e especialistas internacionais, comitês populares e atos em denúncia dos “absurdos jurídicos em que se baseia a sentença do juiz Sérgio Moro e à tentativa golpista de tirar do povo o direito de escolher nas urnas o Brasil que quer para si”, afirma o site do Partido dos Trabalhadores. Cercado por 80 mil pessoas que ocupavam as ruas para demonstrar sua solidariedade, Lula brincou sobre a vontade de falar olhando nos olhos de cada uma das pessoas que o rodeavam.

“Um dia, vamos provar que é possível construir um país diferente, que gere empregos formais, com documentos, em que as pessoas possam ter aumento de salário. Eu não posso me conformar com o complexo de vira-lata que tomou conta do nosso país. Eu não posso me conformar com uma elite subalterna e subserviente, uma elite perversa que foi a última a acabar com a escravidão”.

Lula voltou a criticar as atitudes da imprensa brasileira, que segundo ele não tem compromisso com a verdade, não tem respeito com as famílias, com as crianças, e que faz de tudo para se proteger escondendo o que lhe convém. “Tem o ‘New York Times’ de hoje, que traz matérias que a imprensa brasileira não tem coragem de divulgar, que a imprensa covarde do Brasil não tem coragem de produzir.”

O ex-presidente reforçou que não está preocupado com o seu caso. “Não estou preocupado comigo, estou preocupado com o que está acontecendo o povo brasileiro. Acabaram com o dinheiro da ciência e tecnologia, estão desmontando as Escolas Técnicas, acabando com a Lei da Partilha, com a Petrobras. Eu duvido que os jornalistas que escrevem mentiras a meu respeito, que o William Bonner durma todos os dias com a consciência tranquila que eu durmo. Porque eu sei que eu não cometi crime nenhum, mas ele sabe que está mentindo”.

- Deixe seu comentário -