A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 14 de Novembro de 2018
Por Fabio Sena | 25/01/2018 - 10h30
Valmir Assunção e Márcio Matos, lideranças do MST

por Valmir Assunção | Deputado Federal

Com bastante consternação, recebi a notícia do assassinato de Márcio Matos, o nosso Marcinho, em Iramaia. Devo confessar que as palavras são difíceis neste momento. Natural de Vitória da Conquista, Marcinho foi dirigente nacional do MST. Destacou-se como um dos principais líderes Sem Terra na Bahia ainda bastante jovem. Estava secretário de administração em Itaetê e tinha sonhos de mudança, de transformação social. Integrava ainda a Esquerda Popular Socialista, corrente do PT que faço parte. Acreditava com fervor na capacidade de organização e mobilização do povo baiano. Muitas das conquistas que tivemos nos últimos anos tiveram Marcinho como um dos idealizadores. Neste dia triste para a democracia brasileira, perder Marcinho é desolador. Perdemos, sem dúvidas, um lutador do povo. E eu perdi um grande amigo. Solidarizo-me com sua mãe Nilvandia, seu filho Jadiel e toda a família. Não medirei esforços para que esse crime não fique impune. Marcinho, presente!

- Deixe seu comentário -