A mídia da cidadania
Vitória da Conquista | 26 de Setembro de 2018
Por Fabio Sena | 02/03/2018 - 22h01
A percepção é de que a mão pesa mais quando o réu é Lula:

Prender réus logo após condenação em segunda instância não é o melhor caminho para a maioria dos entrevistados ouvidos pelo instituto Vox Populi, em pesquisa contratada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgada nesta sexta-feira (2/3). De acordo com o levantamento, promovido entre 24 e 26 de fevereiro com 2 mil pessoas em 18 municípios, 48% das pessoas ouvidas são contra a prisão logo após a decisão por tribunal, enquanto 28% querem ver os acusados presos imediatamente. A pesquisa indica ainda que, para 46% dos entrevistados, o juiz federal Sergio Moro e demais membros do Judiciário julgam com mais rigor o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em comparação com outros políticos acusados de corrupção, como Michel Temer (MDB) e Aécio Neves (PSDB). Confira a pesquisa aqui.

Só 40% entendem que o rigor é o mesmo, e os 14% restantes não souberam avaliar. Trata-se de um aumento na percepção de que a mão pesa mais quando o réu é Lula: em dezembro de 2017, 40% viam a diferença, enquanto em outubro o índice era de 42%. 91% dos entrevistados responderam que sabem da condenação de Lula por supostamente ter recebido um triplex da OAS, omitindo a posse. Mas 40% deles consideram que “nada” foi comprovado, ante 34% que confiam na sentença de Moro.

Mesmo com a decisão confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, 52% apostam que o ex-presidente ficará livre, enquanto 29% responderam que será preso. A maioria (também 52%) avalia que Lula será candidato a presidente nas eleições de 2018. Já 33% acham que ele não vai entrar na disputa. Ainda envolvendo o cenário eleitoral, 48% das pessoas ouvidas disseram que quem deve julgar Lula é o povo, nas urnas, e não Moro ou outros juízes. Por outro lado, 41% delegam a função ao Judiciário.

A margem de erro para todas as respostas é de 2,2% para cima ou para baixo, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

- Deixe seu comentário -