A informação que você precisa.
Vitória da Conquista | 19 de Julho de 2019
Por Fabio Sena | 06/02/2018 - 15h53
“Eu apoiei Geraldo para ser presidente do partido, porque acho que nesse momento o PSDB vai tê-lo como candidato e acho que é um candidato competitivo. Vai ser? Vamos ver”, avaliou o tucano.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que seria melhor, para o País, se Lula concorresse às eleições de outubro, mas que a “lei é a lei”. Em entrevista à rádio Jovem Pan, transmitida na manhã desta terça-feira, 6, ele afirmou que há “bastante elementos” na condenação do ex-presidente petistas, mas avalia que vai ficar uma “marca ruim” deste processo na história. Para o ex-presidente, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é candidato “competitivo” que traz uma estabilidade para o momento político do País. Sobre o apresentado Luciano Huck, FHC diz que seria “bom” ver ele participando das eleições. “Idealmente, era melhor que (Lula) fosse candidato, perdesse ou ganhasse, e (o País) não tivesse passado por esse processo”, disse. “Não é bom para o País, mas vai fazer o quê? A lei é a lei”. Em entrevista ao Estado em janeiro, antes da confirmação da condenação do petista pelo Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4), Fernando Henrique já havia dito que o “País não vai tremer se Lula for condenado”. Mesmo depois do julgamento do TRF-4, Lula continua liderando as pesquisas, com 37% de intenção de voto no Datafolha divulgado na última semana.

Por Fabio Sena | 06/02/2018 - 14h19
São rabiscos valiosos que ajudam a entender mais sobre a engrenagem que movimenta a capital do país.

Época

A Polícia Federal apreendeu um bloco de anotações durante a Operação Patmos, deflagrada em maio de 2017 como desdobramento da delação premiada do grupo J&F. A folha de abertura traz uma informação: em caso de perda, recompensa-se com R$ 200. A pessoa a ser procurada atende pelo nome de Rodrigo Rocha Loures, o ex-assessor especial do presidente Michel Temer preso após ser flagrado recebendo propina do grupo empresarial comandado pelos irmãos Joesley e Wesley Batista. O bloco estava na casa de Rocha Loures em Brasília e passou a fazer parte do conjunto de documentos anexados às investigações que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente da República. Está recheado de anotações datadas de 2015 e 2016, quando Rocha Loures assessorava Temer na Vice-Presidência. São rabiscos valiosos que ajudam a entender mais sobre a engrenagem que movimenta a capital do país. Há referências a nomeações de apadrinhados políticos, a verbas do Orçamento para satisfazer a base aliada, a reuniões com empresários, a números da economia. Um trecho em especial sugere uma estratégia pró-impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. São apontadas, em duas páginas, “ações” a serem realizadas. Não existe indicação de quem se encarregaria delas. Aparecem listadas, entre outras, ações como “Distribuir folhetos base” com os dizeres “Vamos ajudar deputado a decidir. Ele está indeciso”; “Trabalho junto aos prefeitos e doadores”; “Anúncio pago em jornal interior”; ou “Faixa na frente casa – Aqui tem um deputado indeciso => raio de 1 km da casa”.

Por Fabio Sena | 06/02/2018 - 12h21
Marcelino Galo, deputado estadual

Coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista da Bahia e engenheiro agrônomo, o deputado estadual Marcelino Galo (PT) quer transformar o Sistema Agrícola Tradicional Cabruca em Patrimônio Cultural e Imaterial da Bahia e do Brasil. É o que sugere a Indicação Nº 46/2018, que o parlamentar apresentou ao Governo do Estado. Galo argumenta que o reconhecimento do Sistema conhecido como “Cacau-Cabruca” em Patrimônio Cultural e Imaterial é merecido porque, em sua opinião, a permanência e conservação da Mata nativa no Sul baiano deve-se quase que exclusivamente ao modelo de cultivo criado para o cacaueiro. “Conhecido por Cacau-Cabruca, o Sistema Agrícola Tradicional Cabruca é um sistema ecológico de cultivo agroflorestal que se funda na substituição de estratos florestais por uma cultura de interesse econômico, implantada no sub-bosque de forma descontínua e circundada por vegetação natural sem prejudicar as relações mesológicas com os sistemas remanescentes. A floresta tropical situada no Sul da Bahia tornou-se uma referência devido a sua exuberância e magnitude, desde a chegada dos portugueses até a data de hoje”, argumenta Marcelino. “A soma de todos esses valores compõem um ecossistema único, diferenciado e extremamente diversificado, conhecido como ecossistema cacaueiro, sendo ele, sem sombra de dúvida, a maior riqueza que a Região Cacaueira da Bahia foi capaz de gerar para o mundo”, enfatiza o parlamentar, no documento encaminhado ao governador Rui Costa.

Por Fabio Sena | 06/02/2018 - 12h02

por Adriana Fernandes | Estadão Conteúdo

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta terça-feira (6) que, se a reforma da Previdência não for aprovada em fevereiro, o governo vai partir para “uma política de administração de danos”. Segundo ele, o governo de Michel Temer tem como chegar ao fim, sem a reforma. Em evento da Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), que luta pela regulamentação do lobby no Brasil, o ministro disse que o projeto de privatização da Eletrobras tem chance de ser aprovado este ano. Ele reafirmou a defesa da aprovação da reforma da Previdência, mas fez questão de destacar que o governo não vai deixar a discussão do tema passar de fevereiro. Para ele, esse é um direito do governo. Marun criticou os governadores que, “de dia criticam a reforma e à noite rezam por ela”.

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 20h01
“Nosso projeto busca, entre outras coisas, devolver a retomada da atividade econômica, visando a geração de emprego e renda no Estado"

Focado em estimular a abertura de novos postos formais de trabalho no Estado, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Angelo Coronel (PSD), apresentou, esta semana, projeto de lei na Casa que dispõe sobre a criação do Programa Mais Empregos. Iniciativa do chefe do Legislativo estadual consiste na concessão de incentivo tributário às empresas inscritas no CAD – ICMS que ampliarem o seu quadro de funcionários, através da adesão ao referido programa. O incentivo, que visa fomentar a geração de mais empregos e apontar para a melhoria dos indicadores socioeconômicos, consiste na dedução do ICMS a ser recolhido, do valor de R$ 300,00 (trezentos reais) para cada emprego gerado. Somente serão considerados novos empregos, os postos de trabalho formais resultantes de contratações adicionais ao quadro funcional existente no primeiro dia do trimestre anterior ao do requerimento pela empresa de habilitação ao programa.

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 16h54
“O processo na primeira instância, sobre as pessoas que não tinham foro, foi arquivado, que reconheceram que não tinha nada a ver com o Romero Jucá”, afirmou o advogado.

Após quase 14 anos de tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Marco Aurélio Mello arquivou uma investigação sobre o senador Romero Jucá (PMDB-RR) por suposta prática de desvio de recursos públicos. O peemedebista é suspeito de receber comissões em obras no município de Cantá (RR) entre 1999 e 2001. Por causa da demora na coleta de provas e apresentação de denúncia, o caso prescreveu, isto é, não há mais possibilidade de punição. Em 2002, agricultores de um assentamento rural em Roraima apresentaram uma gravação em vídeo no qual o então prefeito de Cantá dizia que recebia junto com Jucá 10% dos valores destinados a toda obra realizada na cidade.

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 16h27
O colegiado não se limitou apenas as audiências e sessões na Casa, mas também se deslocou para ouvir os anseios da população e conhecer as questões in loco.

Durante o ano de 2017, a Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo teve muito trabalho. Debateu diversos assuntos de interesse direto do povo baiano, como a segurança no transporte marítimo da Baía de Todos os Santos, do desenvolvimento da economia da agricultura familiar e da expansão dos sinais de telefonia e internet no interior do Estado. O colegiado não se limitou apenas as audiências e sessões na Casa, mas também se deslocou para ouvir os anseios da população e conhecer as questões in loco.

A Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo passou o ano debatendo temas que afetam diretamente os baianos no Estado. Audiências públicas, criação de grupos de trabalho, fóruns temáticos, análise e aprovação de projetos de lei compuseram a agenda positiva do colegiado em 2017. Debates sobre a telefonia móvel e fixa na Bahia, o declínio do turismo no Estado e os perigos da travessia marítima entre Salvador e a Ilha de Itaparica foram alguns temas abordados pelos deputados.

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 16h06
O pai vai, aos poucos, entendendo a situação da filha

“Não falo mais sobre o assunto”, disse à Folha quando perguntado se manteria a decisão de indicar a deputada federal. No sábado (3), no entanto, ele defendia abertamente a nomeação da filha e ressaltava que ela não sairia do episódio como “bandida”. A mudança de postura também ocorreu no Palácio do Planalto. O aumento do desgaste sofrido pela parlamentar fez com que auxiliares presidenciais passem a avaliar, em conversas reservadas, a possibilidade de nomeação de outro nome do PTB. Para eles, o tema, que antes era discutido apenas na esfera trabalhista, ganhou maior gravidade com a revelação de que a parlamentar é investigada por suspeita de associação ao tráfico de drogas durante a campanha eleitoral de 2010.

 

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 10h50
O Fantástico ouviu três pessoas que participaram da reunião. Elas não quiseram gravar entrevista, mas confirmaram a pressão de Cristiane por votos.

Uma ilustre desconhecida da maior parte dos brasileiros até bem pouco tempo, a deputada federal Cristiane Brasil – filha do delator do Mensalão e presidente do PTB, Roberto Jefferson – tornou-se figura fácil nos jornais e sites brasileiros, não apenas nas páginas de política, mas também de polícia. Quanto mais tempo dura sua via-crúcis rumo ao Ministério do Trabalho, maior o volume de informações a dilapidar sua reputação. A última a pesar contra Cristiane Brasil foi exibida neste domingo no programa Fantástico, da Rede Globo, que teve acesso ao áudio de uma reunião convocada pela então candidata a deputada Cristiane, em 2014. Naquela época, ela estava licenciada da Câmara dos Vereadores para comandar a secretaria e tentava se eleger deputada federal pelo PTB, o mesmo partido do pai, Roberto Jefferson. Cerca de cinquenta servidores públicos e prestadores de serviço da pasta foram chamados para o encontro com Cristiane. Na gravação, a secretária cobra empenho da equipe para caçar votos.

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 10h13
"Estamos aqui, fazendo a limpeza já que a qualidade de vida é prioridade absoluta do governo”.

Ganharam repercussão nas redes sociais registros do grande volume de lixo espalhado nas ruas onde funciona a popular Feirinha do Bairro Brasil. As vias ficaram em estado lamentável e, diferentemente do que acontece rotineiramente, a sujeira não foi recolhida no mesmo dia, logo ao final da feira, porque o governo pretende alterar a escala de limpeza da cidade para evitar o pagamento de horas extras e enxugar os cofres públicos. No entanto, o secretário de Serviços Públicos, Ivan Cordeiro, fez uma declaração que vai gerar polêmica na cidade. Ao repórter Ricardo Gordo, do programa Redação Brasil, da Rádio Brasil FM, o secretário afirmou que o lixo teria sido “deliberadamente espalhado nas ruas” com a clara intenção de prejudicar a cidade. “Infelizmente, ontem o lixo foi deliberadamente espalhado. Mas desde às 6hrs estamos aqui, fazendo a limpeza já que a qualidade de vida é prioridade absoluta do governo”.

Por Fabio Sena | 05/02/2018 - 01h02
Rita Suzana reclama da falta de diálogo

A sindicalista Rita Suzana – presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias/Sindacs – esteve na última sexta-feira (2) no auditório da Câmara de Vereadores acompanhando o discurso do prefeito Herzem Gusmão e também manifestando a indignação da categoria sobre o não-pagamento do terço de férias e a decisão do gestor de abolir as horas extras na administração pública.

Em conversa com nossa reportagem, Rita Suzana reclamou, sobretudo, da falta de abertura de diálogo por parte da administração municipal, coisa que, segundo ela, havia sido assegurada pelo próprio governo, que aventou a hipótese de criação de uma mesa permanente de negociação. “A gente acertou que existiria uma mesa de negociação permanente, mas não existe. Queremos o diálogo. Apenas isso”.

Por Fabio Sena | 04/02/2018 - 12h52
As multas foram aplicadas por causa de violações a leis eleitorais, ocorridas especialmente nos últimos dez anos. A

Os partidos políticos devem à Justiça Eleitoral R$ 84,1 milhões em multas. O PT lidera o ranking das agremiações que mais devem (R$ 8,3 milhões), seguido por PMDB (R$ 7,3 milhões), PSB (R$ 7 milhões), PDT (R$ 6,8 milhões), PPS (R$ 6,8 milhões), PSDB (R$ 6,6 milhões) e Democratas (R$ 6,2 milhões), segundo reportagem publicada neste domingo (4/2) pelo jornal O Globo. As multas foram aplicadas por causa de violações a leis eleitorais, ocorridas especialmente nos últimos dez anos. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional planeja aproveitar o ano eleitoral para intensificar as cobranças de partidos e políticos. No total, mais de 14,6 mil devedores, entre pessoas físicas e jurídicas, estão inscritas na Dívida Ativa da União por causa desse tipo de multa. A soma do “calote”, segundo a reportagem, já atinge um passivo de R$ 1,1 bilhão. De acordo com o texto, 67% dos devedores são pessoas físicas (a maior parte políticos, cabos eleitorais e articuladores de campanha) e a parcela restante é composta por partidos, coligações, grandes empresas doadoras de campanha e até pequenos estabelecimentos, como bares, papelarias e postos de combustíveis. O Google Brasil deve R$ 139,5 milhões por causa de 11 multas, aplicadas desde 2013 e ligadas a descumprimento de ordens judiciais para retirar conteúdo da internet.

Por Fabio Sena | 03/02/2018 - 02h23
Prefeito Herzem Gusmão abre os trabalhos legislativos de 2018

O auditório da Câmara de Vereadores estava lotado na manhã desta sexta-feira (2) para a sessão de abertura dos trabalhos legislativos deste ano, com a leitura da Mensagem do Executivo. Como de costume, o prefeito Herzem Gusmão preferiu falar de improviso a uma plateia formada por apoiadores do governo, mas sobretudo por servidores insatisfeitos com o não-pagamento do terço de férias e de horas extras trabalhadas. Articulados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais/Sinserv, os servidores pronunciavam palavras de ordem e, em algumas oportunidades, interromperam o discurso do prefeito. Apesar dos gritos e das manifestações ruidosas, o prefeito conduziu até o fim seu discurso, avaliando o ano de 2017 e fazendo uma leitura do cenário econômico-financeiro das prefeituras brasileiras para demonstrar que Vitória da Conquista está com saúde financeira e investindo em infraestrutura.

Herzem Gusmão realçou novamente o papel da Câmara na aprovação de projetos que permitiram ao governo avançar em uma série de políticas. Ele citou a aprovação da subvenção para a Emurc como essencial à pavimentação de várias avenidas. “Vamos pavimentar bairros e atender ainda melhor às escolas. Já está garantida a pavimentação no Morada Real, no Henriqueta Prates e no Miro Cairo”, assegurou o prefeito, acrescentando que o governo está chegando na zona rural e nos bairros bairros mais afastados, “que antes não recebiam a atenção devida”. Ainda sobre a revitalização da Emurc, para o prefeito uma das principais conquistas de 2017, ele voltou a criticar a gestão anterior, do ex-prefeito Guilherme Menezes, de quem teria herdado uma empresa em situação ruim. “Encontramos a Emurc paralisada, desacreditada, com 28 parcelamentos que não haviam sido honrados pela gestão anterior. Agora ela está viva e bela, e inclusive deve começar a vender asfalto até para outros municípios da região”.

Por Fabio Sena | 02/02/2018 - 19h59
Prefeito Lúcio Meira esteve acompanhado do deputado Zé Raimundo

O deputado Zé Raimundo acompanhou ontem (01/2) o prefeito de Mirante, Lúcio Meira, e o vereador Carlos Lucas em visitas à Companhia de Ação Regional), (CAR) e Companhia de Engenharia Ambiental (CERB) para defender os pleitos do município de ampliação de oferta de água e apoio à agricultura familiar. O deputado reforçou as demandas apresentadas para instalação de módulo de feira no povoado de Melancieira, e construção de barreiros em outras comunidades de Mirante, na reunião com com o secretário de Desenvolvimento Agrário (SDR), Jerônimo Rodrigues, e o diretor da CAR, Wilson Dias. Com o presidente da CERB, Marcos Bulhões, acompanhou demandas para construção de barragem e abertura de poços artesianos em várias localidades.

Por Fabio Sena | 01/02/2018 - 19h15
No mesmo levantamento, o Datafolha registrou que 43% dos entrevistados acreditam que Lula não irá disputar a eleição em 2018

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (1º) pelo jornal “Folha de S.Paulo” aponta que 53% dos entrevistados consideram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deveria ser preso, após a condenação em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O petista foi condenado na quarta-feira (24) por unanimidade pelos três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no caso do triplex em Guarujá. Além de manter a condenação imposta pelo juiz Sérgio Moro na 1ª instância, os desembargadores aumentaram a pena de 9 anos e 6 meses de prisão para 12 anos e 1 mês, com início em regime fechado. Lula se diz inocente.

No mesmo levantamento, o Datafolha registrou que 43% dos entrevistados acreditam que Lula não irá disputar a eleição em 2018. Para 51% das pessoas ouvidas pelo institituto, o ex-presidente não deveria poder disputar a eleição. Na esfera eleitoral, a situação de Lula só será definida no segundo semestre deste ano, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisar o registro de candidatura do ex-presidente. A Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados por tribunal colegiado (como o TRF-4), prevê a possibilidade de alguém continuar disputando um cargo público caso ainda tenha recursos contra a condenação pendentes de decisão.

Veja as perguntas sobre Lula

Na sua opinião, Lula vai disputar a eleição?

Por Fabio Sena | 01/02/2018 - 11h32
Lídice, opção à esquerda na chapa majoritária liderada por Rui Costa

Considerada praticamente fora do páreo eleitoral na chapa majoritária encabeçada pelo governador Rui Costa – que já teria anunciado a composição para disputa nas eleições deste ano – a senadora Lídice da Mata voltou ao balão de oxigênio e começa a respirar a possibilidade de manter-se senadora da República. Segundo a coluna Satélite, do jornal Correio, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria declarado o seguinte ao principal articulador político do PT baiano, o ex-governador Jaques Wagner: “Lídice tem meu apoio. Ela é minha candidata ao Senado na Bahia. Quero que você ajeite isso de qualquer jeito”.

Segundo a coluna, a conversa teria ocorrido no último dia 24 de janeiro, por ocasião do julgamento de Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), quando a corte o condenou a 12 anos de prisão no caso do tríplex do Guarujá. Caso prospere a defesa de Lula, Jaques Wagner seria o mais provável prejudicado, vez que o PSD, de Otto Alencar, não abriria mão de integrar a chapa majoritária, já tendo indicado o nome do presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel, para uma das vagas em disputa. Com isso, Lula forçaria o governador Rui Costa a compor uma chapa mais à esquerda, representada por uma das principais defensoras de Lula, da ex-presidente Dilma Rousseff e do próprio PT no plenário do Senado.

Por Fabio Sena | 31/01/2018 - 21h19
Partido ressalta que Lula cresce apesar da "perseguição política"

Se as eleições presidenciais acontecessem hoje, o ex-presidente Lula venceria com folga seja qual for o cenário simulado em pesquisa do Instituto Datafolha divulgado na quarta-feira (31). E, em um eventual segundo turno, o petista figura nas pesquisas com, pelo menos, 15 pontos percentuais de vantagem em relação a seus concorrentes diretos avaliados, chegando a ter até 62% dos votos válidos. No caso de um segundo turno entre Lula e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), 49% dos entrevistados optam pelo petista, contra 30 % que preferem o tucano. Excluindo os votos brancos, nulos e os que não souberam responder, o ex-presidente seria eleito com 62% dos votos válidos, Já em um eventual cenário com Lula e Marina Silva (Rede), o resultado é de 47% (ou 59% dos votos válidos) a 32% em favor do ex-presidente. Finalmente, se o concorrente de Lula fosse o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o petista venceria por 49% a 32%. Em votos válidos, o petista alcança 60,5%.

Por Fabio Sena | 31/01/2018 - 20h51
O Título de Cidadão Baiano foi entregue a Jones Carvalho pela esposa Rita Menezes e pelos filhos Iara, Pedro e Cauã Carvalho.

A Assembleia Legislativa concedeu no dia 9 de novembro de 2017 o Título de Cidadão Baiano ao mineiro Jones de Oliveira Carvalho, ex-militante de organizações políticas de esquerda e hoje integrante do primeiro escalão do Governo do Estado. Proponente da sessão especial para concessão da honraria, o petista Gika Lopes agradeceu aos “colegas deputados que aprovaram por unanimidade a outorga do título a Jones Carvalho, atual diretor-geral da Fundação Luís Eduardo Magalhães. Todos aqui presentes sabem do empenho, do trabalho, do comprometimento e atuação deste homem em prol do desenvolvimento do nosso Estado”. Na opinião de Gika, “para ser cidadão não basta apenas ter certidão de nascimento, votar, pagar impostos e obedecer leis. Cidadania é compromisso, é envolvimento e participar das decisões e ações da sociedade. É participação política, econômica, social, cultural e sobretudo ética. É justamente por essas características que hoje companheiro Jones você se torna oficialmente mais um cidadão baiano. Um reconhecimento pela sua trajetória em defesa de uma sociedade mais justa para os baianos”. E foi isso que o homenageado diz que buscou ao longo do seu meio século de militância política. Esta trajetória deu o tom ao discurso de agradecimento do mais novo baiano, que chegou ao estado há 38 anos, clandestinamente. “Entre a Bahia e São Paulo, optei pela Bahia”, declarou, lembrando que dois dos seus quatro filhos nasceram aqui.

Por Fabio Sena | 31/01/2018 - 19h10
O consumidor poderá ainda modificar sua opção pelo recebimento ou não de mensagens a qualquer tempo.

Pode ser proibido o envio de mensagens de texto e de chamadas telefônicas de cunho publicitário pelas operadoras de telefonia sem autorização expressa dos clientes. É o que estabelece um projeto de lei (PLC 168/2017), que aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O texto já aprovado na Câmara é um substitutivo ao projeto do deputado Eli Corrêa Filho (DEM-SP). Pela proposta, a autorização do consumidor deverá ser por escrito, no ato da contratação, ou por gravação telefônica no serviço de atendimento ao consumidor da prestadora. Também nos casos dos contratos já existentes na data da publicação da futura lei, será necessária a autorização prévia do cliente. O consumidor poderá ainda modificar sua opção pelo recebimento ou não de mensagens a qualquer tempo. O campo específico para a indicação da autorização deverá ser destacado, sendo obrigatório no contrato o detalhamento do envio de mensagens publicitárias, com dados sobre frequência de envio, por exemplo. As mensagens e chamadas telefônicas para coleta de dados para pesquisa ou para oferta publicitária só poderão ser enviadas ou feitas entre 8h e 18h dos dias úteis, excluído o período compreendido entre o meio-dia e 14h.

Por Fabio Sena | 29/01/2018 - 16h10
"A esquerda é diversificada e numa eleição de dois turnos, os partidos vão buscar seus projetos próprios ou se agregando a outros".

O Globo

Sem pré-candidato definido para a Presidência da República, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, avalia que chegou a hora de o partido de Lula apoiar um dos antigos aliados históricos. Em entrevista ao GLOBO, Siqueira disse ainda que é muito difícil unidade entre as legendas de esquerda no primeiro turno e tratou como inevitável a candidatura própria ao governo de São Paulo, com ou sem o apoio do PSDB. “A esquerda é diversificada e numa eleição de dois turnos, os partidos vão buscar seus projetos próprios ou se agregando a outros. Não creio na unidade da esquerda no primeiro turno. Se tivesse que haver unidade, o PT deveria compreender que já cumpriu seu papel e tem que apoiar outros candidatos de esquerda, não necessariamente ter que ser apoiado por eles. Essa é uma questão democrática dentro da própria esquerda e o PT tem uma visão exclusivista, pensa sempre em torno dele próprio e não em torno de seus parceiros. O reflexo maior disso foi que, quando chegou o seu governo, em vez de colocar como seus aliados estratégicos os partidos que lhe apoiaram desde 1989, escolheu o PMDB”.

Por Fabio Sena | 29/01/2018 - 15h25
“Verificam-se incabíveis, em uma democracia, a continuidade de tratamento protocolar herdado da monarquia"

Projeto de Lei (PLS 332/2017) para acabar com o “Vossa Excelência” e todos os outros pronomes de tratamento direcionados às autoridades, com exceção das palavras “senhor” e “senhora” aguarda escolha de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A proposta que põe fim ao modo cerimonioso de tratar detentores de cargos públicos foi apresentada em setembro do ano passado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR) depois que a procuradora da República Isabel Vieira protestou, ao ser chamada de “querida” pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em depoimento ao juiz Sérgio Moro, no Paraná. Ela exigiu a forma protocolar devida. Requião diz, na justificativa do projeto, que chamar juízes, procuradores e políticos de “excelência” ou “doutor” é um contrassenso à democracia, pois as autoridades devem estar a serviço do povo.

Por Fabio Sena | 29/01/2018 - 14h47
“Todo mundo tem direito de pedir qualquer coisa na Justiça. Todo mundo pode pedir qualquer coisa abstrata".

A deputada federal Cristiane Brasil voltou à cena nesta segunda-feira (29), mais uma vez de maneira a ridicularizar-se, pronunciando palavras sem nexo dentro do que parece ser um iate, acompanhada de amigos numa aparente festa. No vídeo que circula nas redes sociais ele jura que não achava que “tinha nada para dever” aos dois ex-motoristas que a processaram e ganharam a causa na Justiça Trabalhista. Cristiane Brasil foi indicada para assumir o Ministério do Trabalho pelo seu pai, Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, e teve a indicação acolhida pelo presidente Michel Temer, também exposto ao vexame público de ver sua quase futura ministra subordinada a sucessivas derrotas nos tribunais sem poder assumir o cargo por incompatibilidade moral com a pasta. A posse foi suspensa pela ministra Cármen Lúcia, presidente do STF.

Por Fabio Sena | 26/01/2018 - 15h49
“Não foi uma postura técnica, de uma análise imparcial da prova”

O advogado e historiador Ruy Medeiros – primeiro candidato a prefeito do PT em Vitória da Conquista, mas desligado da legenda há tempos – manifestou ao Diário uma visão crítica do julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo TRF4. A Corte de Apelação aumentou a pena do petista, dos 9 anos e seis meses aplicada por Sérgio Moro, para doze anos.

Na visão de Ruy Medeiros, a sociedade brasileira está assistindo ao fim de um processo, “não de vários processos”, planejado em todos os seus detalhes com um claro “objetivo de vingança”, para afastar Lula da vida pública. “Há muito tempo deixei de militar no PT, mas não deixa de ser estranho, por exemplo, vazamento de conversa entre Lula e uma presidente, com a gravação e vazamento ilegais”.

Por Fabio Sena | 26/01/2018 - 13h19
Rui Costa quer brevidade na identificação dos criminosos

O governador Rui Costa esteve hoje no velório do dirigente do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra, Márcio Matos, assassinado na última quarta-feira (24) com vários tiros na presença do filho. Ele foi morto no assentamento onde morava, no município de Iramaia. Segundo Rui Costa, está descartada a hipótese de latrocínio vez que não foi subtraído do local do crime. Segundo ele, foi crime de mando e espera que o assassinos e mandantes sejam presos o mais rápido possível. “Foi um crime de mando contra um militante, um trabalhador rural, um militante do MST, um militante político, que foi assassinado por crime de mando, não foi crime econômico, nada foi subtraído. Na quarta-feira, às 22 horas, eu soube do que tinha ocorrido, imediatamente determinei a formação de um grupo de advogados e investigadores para apurar este crime e espero que o mais breve possível nós consigamos identificar não só quem executou, foram duas pessoas, mas também quem contratou ou quem encomendou o assassinato de Marcinho que, de forma cruel, foi morto na presença de seu filho de seis anos de idade. Infelizmente, eu disse a pouco no velório, que, como pai que sou de quatro filhos, como ser humano, cidadão baiano e brasileiro, muitos dedicam sua vida a construir um Brasil melhor, que consolide valores democráticos, valores humanos, e rezo todos os dias para que o Brasil possa superar, deixar no passado esta maldita herança escravocrata, que persiste até hoje na cabeça de alguns brasileiros, de vários níveis, vários setores sociais e várias regiões brasileiras. A herança escravocrata que se expressa no preconceito, no racismo, na discriminação, no tratamento arbitrário das instituições, que deveriam tratar de forma igual e harmônica os cidadãos brasileiros, que se expressa na discriminação de quem é empregada doméstica, que pelo simples fato de ter uma carteira assinada, de ter horário para entrar e sair do seu trabalho, é motivo de indignação daqueles que as contrataram, e se expressa naquele velho conceito de levarem crianças para criarem em casas, mas na verdade era para ser empregada doméstica escrava, que não tinha hora, mesmo adolescente, para começar a trabalhar ou terminar, e que muitas vezes era constrangida até a ser como primeira experiência sexual dos filhos de algumas famílias; e se expressa no preconceito, no racismo, e em atos violentos como este, de desrespeito ao direito à terra, ao trabalho, de quem está calçando uma sandália Havaianas porque não tem dinheiro para comprar um calçado melhor, se expressa no desrespeito de quem senta ao lado dele no avião”.

Por Fabio Sena | 26/01/2018 - 02h16
A Arena está a um passo da ressurreição

por Fábio Sena

Partido Democrata Cristão/ PDC, Igualdade\Ide, Partido Republicano Cristão/PRC, Partido Carismático Social\PCS, União da Democracia Cristã do Brasil/UDCdoB, Partido Brasileiro/PB, Partido Manancial Nacional/Manancial, Partido Humanitário Nacional/PHN, Partido da Segurança Pública e Cidadania/PSPC, Partido Muda Brasil/PMB, Partido Nacional Trabalhista Brasileiro/PNTB, Partido Democrático dos Servidores Públicos/PDSP, Partido Democracia Liberal/PDL, Tribuna Popular/Tribuna, Iguais, Partido da Liberdade Solidarista/PLS, Partido da Integração Social e Cidadania/PISC, Partido da Mobilização Popular/PMP, Partido da Solidariedade Nacional/PSN, Patriotas/PATRI, Renovar/RNV, Partido Consciência Democrática/PCD, Partido do Esporte/PE, Força Brasil/FB, Partido da Reforma Urbana e Agrária do Brasil/PRUAB, Nova Ordem Social/NOS, Partido Nacional da Saúde/PNS, Partido Popular de Liberdade de Expressão Afro-brasileira/PPLE, Real Democracia Parlamentar/ RDP, Partido dos Servidores Públicos e dos Trabalhadores da Iniciativa Privada do Brasil/PSPB, Partido Liberal Cristão/PLC, Partido Alternativo do Trabalhador/PAT, Partido Universal do Meio Ambiente/PUMA, Partido Popular Brasileiro/PPBR, Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social/PAIS, Partido do Pequeno e Micro Empresário Brasileiro/ Inovabrasil, Partido Nacional Corinthiano/PNC, Partido Militar Brasileiro/PMB, Partido do Servidor Público e Privado/PSPP, União Democrática Nacional/UDN, Aliança Renovadora Nacional/Arena, União Para a Defesa Nacional/UDN, Partido da Cidadania/PCI, Partido dos Defensores da Ecologia/PDECO, Partido Reformista Democrático/PRD, Partido da Evolução Democrática/PED, Partido de Reestruturação da Ordem Nacional/PRONA, Partido das Sete Causas/PSETE, Partido da Reedificação da Ordem Nacional/PRONA, Partido Conservador/PACO, Partido Humanista Democrático/PHD, Partido Geral dos Trabalhadores do Brasil/PGTdoB, Movimento Cidadão Comum/MCC, Partido Pirata do Brasil/PIRATAS, Partido Político Animais/ANIMAIS, Unidade Popular/UP, Partido Progressista Cristão/PPC, Partido Ecológico Cristão/PEC, Partido Federalista/PF, Partido da Família Brasileira/PFB, Partido da Frente Favela Brasil/FRENTE, Partido Democrático Brasileiro/PDB, Partido Social da Família/PSF, Partido Cristão/PC, Partido Social Trabalhista/PST, Partido Republicano Cristão Brasileiro/PRCB, Raiz Movimento Cidadanista/RAIZ, Partido Nacional Indígena/PNI, Partido da Defesa Social/PDS, Partido de Organização Democrática dos Estudantes/PODE, Liga Democrática Liberal/LIGA.

...234...102030...